O Diretor de Operações da By Promotion Irineu Rocha me chamou para mais um desafio, e desta vez bem específico, após os eventos do projeto verão eu havia sido contratado para cuidar exclusivamente das ativações de Hollywood.

Neste ano durante a Festa do Peão de Barretos trabalharíamos com uma plataforma esportiva mais ampla, teríamos um Show car de Formula Indy, uma Land Rover de Rally cedida pelo piloto Marco Moraes e a Parede de Alpinismo e para caber tudo no espaço eu teria que desenvolver uma estrutura mais compacta para a Parede.

Durante alguns dias fiz várias pesquisas e alguns testes, e numa destas coincidências da vida tive um insight ao passar por um posto de gasolina, sim… a resposta estava bem na minha frente.

Fiz um desenho do que eu queria e fui em uma indústria de estrutura metálica para pedir uma cotação.quando eu explicava o que queria e para que eu queria, eu, os engenheiros riam da minha cara e me chamavam de maluco, eis que uma pessoa que aguardava para ser atendido depois de mim ao ouvir o que eu precisava me chamou e pediu pra ver os desenhos, mostrei a ele e saímos de lá para conversar, na rua assim mesmo em pé ele topou fazer a estrutura, ele era serralheiro e estava ali justamente procurando trabalho, o seu nome? Almir Rocha Bernardes, a quem apelidei de “Vampeta” por causa da semelhança.





















Dinho Pessoa e o telão gigante


Almir era exatamente o que eu precisava, sem frescuras, topava desafios, bom de cálculo e todo mãos a obra. Juntos desenvolvemos aquela que seria a primeira Parede de Alpinismo autoportante do Brasil, pra quem não sabe estrutura autoportante são elementos que se suportam de forma independente dispensando o auxílio de outras estruturas.
Ou seja não usaríamos mais andaimes de sustentação, a criação era minha e a execução dele e não havia margem para erros pois o tempo para a montagem pra variar era bem escasso.

Nossa equipe de Alpinistas era assim formada: Ronaldo Maciotti, Americo Palrinhas, o Alexandre Bombeiro e a Vanessa Oliveira e os montadores Tio Fê e Dú, além do próprio Vampeta nosso “engenheiro”


Americo Palrinhas, Alexandre, Ronaldo Maciotti e Vanessa Oliveira



Chegamos em Barretos e os problemas apenas começaram, o Parque do Peão estava sem energia e ainda tinha muito trabalho de corte e solda a fazer, o Almir se mandou para a cidade, descolou uma carretinha e foi levando as peças aprontando por lá e trazia para montarmos, a estrutura pela primeira vez subia, muitos ajustes naturais a se fazer.

Pela primeira vez nós adesivamos a Parede com uma imagem de rocha, ela foi inteira envelopada e isso contribuiu em algum atraso, utilizamos um adesivo ” floor graphics”  texturizado para melhorar a aderência da parede.

Americo Palrinhas instalando o mega Baner

O restante da estrutura do evento dependia da finalização da Parede pois havia um telão redondo gigante com 6 metros de diâmetro de um lado e um mega baner com 7 metros de altura de outro lado e ambos presos a Parede, juntos pela primeira vez.




Finalizamos as estruturas e iniciamos a operação, toda a estrutura respondeu bem aos 11 dias de evento e aproveitamos para prepara-la para os próximos desafios que virão pela frente…alô Blumenau!!!!

Gostou deste artigo? Curta, compartilhe, siga ou deixe comentários