As vezes me pego pensando qual objetivo se passa na cabeça de um empresário e dono de agência.

Para ganharem uma campanha um job ou até um cliente, contratam profissionais experientes os feras do mercado, neste momento pagam um salário compatível com o profissional e a aspiração.
O problema começa após a conquista, sob a égide da rentabilidade, este profissional já não serve mais, por que afinal é “caro” então contratam dois ou três juniores para o lugar e ai começam os problemas.
Problemas á vista
Claro que estes dois ou três juniores não têm culpa e nem a expertise do profissional fera, que aliás fez todo o planejamento, as cotações e tem todo o racional do job na cabeça, experiência é isso, e o que vemos invariavelmente é o show de horrores que acontece por ai.
São tendas caindo, fornecedores que não aparecem, entulhos pegam fogo, ou até decks de Marinas que afundam, já esqueceram em casa até as chaves de um estádio na Copa das Confederações.

Qual o comprometimento destes empresários? Contratar um produtor fera traz rentabilidade e segurança a sua agência, sem contar o respeito do mercado pela empresa que tem profissionais gabaritados na sua linha de frente, e evitam uma série de problemas.
Será que eles imaginam que na hora que os Jobs começarem a “cair”, o cliente aceitará os erros? Acho que não, e sem job, não tem rentabilidade, não tem faturamento e se não tem faturamento…
             Gostou deste artigo? Curta, compartilhe, siga ou deixe comentários