Pavilhão do Anhembi – Photo do Governo do Estado de São Paulo, by Visual Hunt
Já trabalhei em eventos gigantes como a Copa do mundo, Olimpíadas e até a Formula um, mas também já trabalhei em stands 3×3, não existe evento pequeno para o cliente, não importa o tamanho do cliente quando você está com o seu público-alvo pela frente tudo tem que ser perfeito!
Recentemente fui chamado ás pressas para salvar um stand de nove m², o que pode parecer simples para o caro leitor.
Era a primeira tentativa de uma pequena empresa de conseguir virar mais negócios para o seu produto, por isso resolveu expor em uma grande feira.
Tentativa altamente importante se você imaginar que dele dependeria o futuro e a trajetória de alguns funcionários, este fato se deu numa Feira de serviços no Anhembi em Fevereiro.
O cliente em questão havia achado alto o valor por mim que eu cotei para fazer a Produção total do Stand e assim cuidar de todos os detalhes, e resolveu fechar “apenas” uma consultoria durante a feira.
Combinamos que ele cuidaria de todos os detalhes e eu teria “apenas” que acompanhar a montagem e operação do stand.
Ele comprou o espaço, contratou a mão de obra, todos os serviços e pagou as taxas.
Para quem nunca esteve numa feira, ainda mais no Anhembi nem imagina a infinita quantidade de detalhes que podem nortear a montagem e entrega do seu stand, vou aqui relatar alguns problemas que ele teve que passar nesta oportunidade.
Cheguei ao Anhembi duas horas antes do combinado, pois gosto de me aclimatar antes de começar qualquer trabalho, me inteirar da situação e estar confortável quando o cliente chegar, e fui procurar pelo espaço onde seria montado o stand.
#Mistake nº1
Era uma simples montagem básica com uma mesa, 03 cadeiras, 01 armário e 01 balcão, A mesa era redonda e grande demais para o stand, o armário pequeno demais pelos materiais que ele teria para guardar e o balcão tinha um acabamento horrível para ficar na frente do stand.
Imediatamente fotografei as peças, escrevi um texto falando sobre o que eu via e mandei a ele, que me ligou desesperado com a situação e disse que estava chegando para resolvermos.
#Mistake nº 2
Enquanto eu o aguardava, chegaram alguns funcionários da montadora para adesivar às paredes do stand, qual foi a minha surpresa ao ver que o adesivo era maior que o stand, o cliente queria “envelopar” todo o espaço e por isso passou ao fornecedor a área total do stand, sem considerar apenas a área útil para adesivar, e mais um detalhe, não mencionou ao fornecedor que as emendas da placa sempre têm uma estrutura metálica fazendo a junção o famoso “octanorm”, isso faria com que o adesivo ficasse com lombadas na vertical e na cabeça do stand, um verdadeiro show de horrores, cortar não era uma opção, pois se tratavam de imagens com texto no meio. Além do mais o fornecedor não quis esperar por uma solução e simplesmente deixou o material prometendo que voltaria mais tarde… Nem preciso dizer que não voltou.
#Mistake nº 3
O cliente queria o balcão no centro do stand para que as recepcionistas o utilizassem como apoio, porém o stand teria uma máquina de Frozen e para isso as tomadas teriam que vir do teto do stand, mas isso não foi solicitado pelo cliente e extensões são proibidas pela feira.
Montagem básica de Stand

#mistake nº 4
Para completar a tragédia Grega chegaram caixas de papelão com os materiais que deveriam ficar na feira. Seriam 04 dias com evento funcionando 12 horas por dia.
·         01 Freezer
·         10.000 folhetos
·         150 garrafas de xarope para o Frozen
·         10.000 copos descartáveis,
·         10.000 canudos e guardanapos
Nem preciso dizer que o ciente ficou mudo, calado e boquiaberto quase catatônico quando chegou ao stand e olhou para aquela quantidade de caixas e problemas e apenas uma noite para resolver tudo, já que o evento começaria as 09:00 da manhã.
A grande vantagem de ter um especialista como eu é que eu apresento logo as soluções, como profissional da área eu tenho que acalmar o cliente, sei que é isso que ele precisa naquele momento… Soluções!
Propus as soluções, informei alguns poucos custos extras e fiz algumas ligações, a agenda de um produtor e suas conexões é tudo numa hora destas.
# Soluções:
Após muito papo com expositores de outros stands consegui trocar o mobiliário por: uma de mesa de vidro com tampo menor, um armário duplo, mas que mesmo assim não caberiam todos os materiais.
O meu fornecedor de adesivos em 1 hora já estava no local com uma equipe motivada, rapidamente adesivaram o balcão, as paredes deram mais trabalho, desmontamos as caixas de papelão e criamos uma estrutura nas paredes que serviram de “estrado” e assim eliminamos as diferenças de altura e adesivamos todo o estrado.
As emendas ficaram imperceptíveis sem sobressaltos ou diferenças de altura.
Perfeita nas palavras do cliente.
Já para trocar a tomada levou um pouco mais de tempo e alguns poucos reais para que o eletricista da feira em sua hora de jantar na madrugada fizesse a mudança, é incrível o que se consegue no pavilhão com jeitinho e conhecendo as pessoas certas.
O grande volume de materiais no stand não tinha solução, desta forma eu deixaria de plantão durante a feira um assistente, e os materiais foram para dentro do meu carro que serviu de depósito durante todo o evento e o assistente faria o abastecimento quando necessário.
As 08:00 da manhã tudo estava pronto, perfeito. O stand funcionou como um relógio durante toda a feira e ele conseguiu fechar mais negócios que imaginara.
O especialista sabe muito sobre o seu negócio, tem toda a bagagem e contatos necessários para que a coisa seja feita da maneira certa desde o princípio.
“O valor que um profissional cobra pelo seu trabalho não é para apertar um parafuso em uma engrenagem com milhões dele, e sim para saber qual parafuso apertar”.

  
     Gostou deste artigo? Curta, compartilhe, siga ou deixe comentários