Dia 28 começo uma ação de sampling nas praias.
Sim um produtor de eventos corporativos não faz somente festa, reuniões, lançamento de produtos, convenções e feiras, pelo menos não deveria. Ao longo da minha carreira procurei me especializar em muitas outras áreas dentro de eventos, onde acredito que o bom produtor deva  navegar. Eu já produzi diversos concursos culturais como o “Receita do Milhão de Knorr” e outros com autorização da CEF como o “OMO 50 anos”, “Close Up Copa do Mundo” ou o “Nissan Tropa de Elite”, concursos são distintos,  diferentes e complexos! Existe uma enorme diferença entre concurso cultural e autorizado pela CEF e a legislação é complexa. Produzi também inúmeros samplings e degustações, ações no trade, em supermercados, bares e boites. Já tive até que supervisionar uma recepcionista em um minimercado na periferia de São Paulo, numa ação de arranhe e ganhe! Neste final de ano serão alguns dias de luta, vamos andar nas areias da praia debaixo de um sol escaldante, coordenando uma equipe de promotores e supervisores. Produzir eventos é isso, como disse o Chorão do Charlie Brown Junior: “Tem dias de luta e dias de glória, mas quanto mais a gente rala, mais a gente cresce”.