Photo: RH+
Caros amigos de eventos;

Dia destes, um novo cliente me foi apresentado, ele me chama e pede “umas” Visitas Técnicas para um evento.

Para entender melhor a demanda procuro saber mais sobre sua empresa e que tipo de evento que ele deseja e ele solta a seguinte pérola.

“A minha empresa é moderna, tecnológica, meio contemporânea, mas com uma pegada vintage…quase ancestral”.

Faço um silêncio sepulcral, respiro fundo e quase escuto grilos ao fundo!

Como assim?

Com esta descrição, eu imagino uma projeção em mapping na Pirâmide de Queóps, com bartenders vestidos como gangsters dos anos 20 com os convidados distribuídos em várias tendas no meio do deserto.

Precisamos ser assertivos e a descrição do seu negócio não ajuda.

Ele me olha meio confuso e diz, me disseram que você é muito bom. Eu olho para ele e digo.

Yes, i am good, not God! Por isso preciso entender o seu negócio.

Muitos pensarão que não é esta a função de um produtor de eventos, mas eu sempre digo.

Se você não entende o que o seu cliente quer, como evitar o desastre?

O Produtor materializa sonhos e deve entender este sonho, informação é tudo, por isso criei um questionário para meus clientes afim de obter um briefing adequado.
Como diz um amigo Wladimir Duarte “Temos que entregar direito, mas, direito sem briefing é mágica”.