Visual Hunt
Caros amigos de eventos, montar uma equipe para conduzir um job não é tarefa simples.

Entretanto as vezes não dependem somente de nós. Para que não sabe em nossa área existe a famosa “indicação” ou o Top-down!

Quem nunca recebeu uma ordem de cima para baixo?

Eu já tive ao longo da carreira indicações de todo tipo, certa vez num job na favela da Maré fui “induzido” pelo chefão da comunidade a colocar seu filho para trabalhar no evento, prontamente aceitei é claro, e o coloquei para pintar o corrimão da escada em que o Governador iria passar, seria uma honra argumentei!

Ficou mais ou menos.

Recentemente um cliente pediu que eu ajudasse um amigo, mas que eu teria que resolver um “probleminha”, a função que ele queria era a minha, mas sem trabalhar entende? Ele só queria ter no curriculo o título de Diretor do Evento X.

Sem chance!

A pessoa que indica não tem a noção de como isso impacta negativamente numa equipe que está ralando de verdade para fazer o job decolar,e neste caso  a melhor solução é ser transparente com a sua equipe, o seu time, sempre!

Neste caso especifico, disse ao time que fulno era como se fosse a Rainha da Inglaterra, tem o título, mas não manda nada.

Aconteçeu comigo uma vez, e pelo que sei aconteçe muito no mercado!
É óbvio que existem casos onde os indicados são excelentes profissionais e estão apenas procurando uma oportunidade, mas em sua grande maioria a carteirada não vem acompanhada de um profissional competente, e sim de um profissional medíocre, comum no melhor sentido da palavra.

Detalhes nada pequenos do mundo de eventos…