Caros amigos de eventos, o que dizer da catástrofe com a Notre Dame?

Alguns anos atrás produzi um evento em Paris, as pessoas imaginam que a vida de um produtor é a coisa mais sensacional do mundo, aviões, hotéis, países bonitos e culturais, mas vezes não é bem assim.

A correria de um job internacional é insana, temos que pensar na língua local, em Paris a dificuldade era maior pois como sabemos o Francês não gosta de falar inglês, mas se sensibilizam com a nossa tentativa em falar o idioma local, aliás uma língua muito linda, mas se pensar em inglês é complicado imagine pensar em Francês.

Outra barreira é a cultural, trabalhávamos até as 22:00 todos os dias pois como lá escurece tarde no verão literalmente não víamos o dia passar, somente nosso cansaço entregava que já era tarde da noite, quando poucos restaurantes abertos para o jantar encontrávamos.

Outro fator bem diferente do nosso país era em relação aos prazos de pagamento, tudo deve ser pago antecipadamente e fechado com muitos meses de antecedência, coisa de primeiro mundo.

Adoraria ter estes prazos aqui.

Adorei Paris, o Louvre, a Torre Eiffel, Gallerie Lafayette, Champs Elysees entre outros locais, mas não tive a oportunidade de conhecer a Catedral de Notre Dame, uma pena já que não a conhecerei mais a Nossa Dama!