Foto RH+

Caros amigos de eventos. Quando um cliente contrata o produtor antes de escolher a locação ou até mesmo antes de criar ou elaborar o evento ele só tem a ganhar.

Existem inúmeros formatos para que o cliente coloque o seu evento de pé, e a escolha do local ideal, pode implicar numa economia de recursos acima da compreensão de muitos profissionais do mercado.

Algumas empresas não gostam de Hotel, já outras não gostam de pavilhão, tem aquelas que não querem nenhuma nem outra e procuram algo “fora da caixa”.

Quando o produtor experiente é chamado para o job, de cara ele pode mensurar as vantagens e desvantagens de cada uma das opções.

No HOTEL, o formato é quadrado, sem identidade própria do evento, afinal estamos na casa X e não podemos levar fornecedores não cadastrados como por exemplo A&B, é norma de segurança alimentar. Já imaginou alguém passando mal no hotel X por causa dos quitutes e acepipes que foram levados pelo fornecedor Y?

Um dos vários lados bons são: a marca, segurança, limpeza, organização, toda a brigada á disposição, sem contar os infindáveis alvarás que não serão necessarios além de muitas outras facilidades que só um estabelecimento sério oferece.

O Pavilhão: Bem aqui o buraco é mais embaixo, você aluga um espaço e dependendo do projeto e do pavilhão… São tantas licenças que o cliente deveria desistir logo de cara, além de precisarmos levar tudo desde o básico; limpeza, caçamba, segurança, bombeiro, cenografia, som, luz, projeção, vallet, pagar ART, RRT, Ecad, SEGUR, paisagismo. Aff e não para por ai.
Os Foras da caixa: bem aqui é que você precisa tomar muito cuidado, tem muito espaço descolado, bem estruturado, mas em alguns casos nem estrutura de banheiros tem e podem ser mais trabalhosos e custosos que o Pavilhão, podem ter a atmosfera que o evento pede mas alguns não tem a mínima infraestrutura de banheiros ou cozinha para dar vazão aos convidados do evento.

Eu já produzi uma festa num espaço classe AAA, vista fantástica, mas que não tinha o pé direito ideal, mas ok segundo o cliente a vista compensaria, era na laje do último andar e não poderíamos colocar a quantidade de convidados desejados, por causa da carga não estática, afinal era música eletrônica, vários DJ´s.

Foto RH+


Teríamos que dividir os banheiros em outros andares já que os banheiros do andar não comportavam o público e por último, os elevadores não suportariam o sobe e desce para os fumantes já que o evento seria no 24º andar e a área de fumantes era no térreo.

Pensou nisso tudo antes de contratar o seu produtor ou chorou depois?