Foto: Cesvi

Caros amigos de eventos, produção 4.0 e algumas pérolas do nosso mercado!

Todos que montam uma planilha de custos sabem da dificuldade em se aprovar tudo o que julgamos imprescindível ao Job.

Tem cliente que de cara implica com o gerador, “Para que gerador no teste e ensaio? Não dá para usar a energia da casa”?

Não backup eu não pago. É como se o produtor estivesse querendo um luxo dispensável ao evento, quando na verdade estamos garantindo a sequência dele.

E para que serve a verba de produção? Só para imprevistos? Então corte pela metade.

Alguns minutos depois o próprio cliente diz… Para que tantos carregadores? Ah isso eu não pago, você tira da verba de produção, pode ser?

Não, não pode senão a verba de produção já nasce morta.

Ontem me disseram, “mas para que passa cabo? Por que ele vai me alugar isso se ele já tem isso comprado”?

Muito mais pérolas escutamos diariamente de alguns gestores, não sei ao certo se criaram o manual do péssimo contratante ou do suicida em compras.

A verdade é que alguns gestores não estão preparados para liderar um processo tão complexo quanto a produção de um evento, ele quer resultados sem custo, porém existem muitos outros gestores que de tão profissionais conseguem tirar 300% da equipe de produção.

Produção não é gasto, é investimento!