Caros amigos de eventos, chegamos a terceira parte deste artigo sobre uma produção em Paris FR.


A competição iniciou intensamente, nossos participantes se esmeravam em suas participações, espalhados por diversas salas de evento espalhadas pelo Hotel. A minha função neste evento era cuidar para que eles tivessem experiências fora dos horários das provas.

Uma espécie de refresh/descompressão das tensões causadas pela competição, isso incluía cuidar deles 24 horas por dia já que algumas competições varavam a noite, desta forma decidimos “à revelia” do hotel montar o nosso QG no lobby, desta forma poderíamos ter contato visual caso algum deles precisasse.

Erámos em 3 produtores e um atendimento para dar conta de tal tarefa, além de 03 clientes mais focados nas competições e que nos demandavam tarefas diversas e algumas diferentes como achar snacks, doces, lanches, chocolates e tudo mais que vocês possam imaginar na madrugada para manter nossos competidores ligados e satisfeitos.

Nossa primeira atividade externa foi o Coquetel de lançamento no Hôtel de Ville, a Prefeitura de Paris, um prédio maravilhoso de arquitetura renascentista francesa, inaugurado em 1357.

Um século e meio antes do descobrimento do Brasil, imaginem.

Criamos e planejamos aqui no Brasil uma séria de ações e materiais de apoio, informativos, mochilas e camisas da seleção Brasileira de Futebol personalizadas, estratégia esta que se mostrou perfeita pois além de nos destacar na multidão, éramos o único país organizado desta forma, saímos na frente no quesito organização.

Transfers feitos com sucesso, Paris no Verão assim como toda a Europa é muito agitada e o traslado pode ser uma tremenda dor de cabeça, por isso é sempre importante refazer o trajeto no mesmo horário em dias anteriores, ao final do coquetel voltamos ao hotel.
A competição seguia intensa neste primeiro dia e, numa reunião em nosso QG onde ponderamos todos os prós e contras, o cliente optou por cancelar o passeio de Segway que havíamos locado ainda no Brasil, por causa do cansaço que poderia causar.

Avisamos a empresa locadora que nos comunicou que por ser muito em cima da hora não haveria devolução do pagamento.
Paciência. Segue o jogo!

Na manhã seguinte as competições teriam uma pausa as 11:00 e desta forma Camila e eu corremos para a Torre Eiffel para comprar os tickets da visita.
Chegamos as 10:00 e conseguimos uma tolerância até as 12:00 para que todos estivessem no local, desta forma conseguiríamos fazer a visita e depois caminhar até ao tradicional restaurante de culinária Francesa Le Fouquets.
Nesta ação eu dividi a nossa produção, as outras produtoras trouxeram os competidores até a Torre, todos chegaram as 11:40 foi o timming perfeito para o passeio e almoço.

Antes de terminar o passeio eu e a Marcella fomos direto ao restaurante para finalizar os detalhes, burocracias etc. e garantir a agilidade no serviço, afinal o nosso tempo era cronometrado.
Após saírem da Torre, guiados por nossas produtoras eles passearam pela Champs- Elysées, íamos monitorando pelos celulares até que demos o ok para que se dirigissem ao número 99 da Champs- Elysées onde o restaurante está localizado.

 Após o almoço com o melhor da culinária Francesa, transfer de volta ao hotel para descanso dos competidores e nova rodada do torneio.
No último dia de competições os resultados foram proclamados numa arena montada dentro do Museu do Louvre e aproveitamos para conhecer parte dos 3800 itens do Museu, passamos o dia todo pelo museu o que é um passeio imperdível.


O Resultado

A equipe Mother Gaia Studio, formada pelos estudantes Guilherme Oliveira Campos, Túlio Marques Soria, Helena van Kampen e Rafael Fantini da Costa, todos da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp/Bauru), ganharam a categoria Desenvolvimento de Jogos da Imagine Cup.
Outra equipe brasileira, a Écologix, também foi premiada. Eles ficaram com o segundo lugar na categoria Interoperabilidade, de soluções que melhor utilizam softwares para conectar pessoas, dados ou sistemas para atender às necessidades reais dos cidadãos.


Como funciona

Dos mais de 200 mil inscritos para a competição em todo o planeta, foram selecionados 370 estudantes de 124 equipes, que foram à Paris representar 61 países em nove categorias:

  • Projeto de Software
  • Sistemas Embarcados
  • Desenvolvimento de Jogos
  • “Projeto Hoshimi”
  • IT Challenge
  • Algoritmo
  • Fotografia
  • Filme de Curta-Metragem
  • Design de Interfaces

O que coroou todo o planejamento da produção que cuidou de todos os participantes desde as eliminatórias no Parque da Juventude no antigo presídio do Carandiru em São Paulo.
Nas eliminatórias cuidamos de vários ambientes e instalações como palco, cenografia, técnica, traslado e operação e ainda da atração de encerramento o Coral da Fundação Bradesco.
Aguardem a 4ª e última parte desta saga.