Caros amigos de eventos, eu comecei na área de eventos e a escalar em 1991, os meus Jobs desde entrelaçaram esta temática por quase 15 anos seguidos.

Foram mais de 400 paredes de alpinismos montadas em todo tipo de lugar, em montanhas, shopping centers, postos de gasolina, festas, escolas e até dentro do mar.

A cada montagem a minha exigência aumentava, passei de simples pintura, para grafites imitando rochas e icebergs, texturizamos e aumentamos a volumetria.

Para chegar a um resultado que me agradasse, sempre pesquisei muitos materiais, resinas e aplicações, mudei para a fibra de vidro, sai dos andaimes desenvolvi estruturas metálicas mais resistentes e leves, saímos das abraçadeiras e parafusos e inauguramos os encaixes rápidos e travas.

Para se ter uma ideia, a primeira parede que montei pesava 12 toneladas e demorou 10 dias para ficar pronta já a última com a mesma composição pesou 3,5 toneladas e foi montada em 12 horas.

Passaram-se 28 anos, migramos da chave de fenda à parafusadeira a bateria.
Um produtor de eventos que não evolui fica para trás, eu vejo determinadas montagens em feiras com erros que cometemos 20 anos atrás, erros simples, como de avaliação e até de contratação ou escolha de materiais e profissionais.

Ao invés de reclamar do mercado, evolua e não fique a ver navios!