VisualHunt
Caros amigos de eventos, até onde deve ir à paciência do produtor? Até o limite do bom senso, penso eu!

Todo produtor já ouviu várias pérolas dos clientes, algumas mais tradicionais como…

“Mas, o produtor não pode carregar o mobiliário?”

Até carrego uma coisa ou outra, mas para isso contratamos os carregadores que obviamente o cliente não queria pagar. O produtor é um profissional que pensa o seu evento, conhece todos os detalhes técnicos e logísticos, garante cada detalhe da planilha e por isso é um profissional valioso demais.

Ou…

“Mas, por que eu tenho que pagar a ART se isso é responsabilidade do fornecedor?” Bem, a responsabilidade estrutural, instalação e qualidade dos equipamentos é mesmo do fornecedor, porém o cliente paga pela documentação exigida. É justamente ela que determina quem é o engenheiro responsável, garantindo que tudo será feito de acordo com as normas técnicas da ABNT, CREA etc. Aplica-se a toda a parte de cenografia, som, luz, projeção, enfim tudo o que será montado.

É o mesmo caso do seguro do evento, que pagamos para ficarmos tranquilos, principalmente se um incidente acontecer, principalmente no setup.

Nem vou entrar no mérito das ambulâncias e serviços médicos que para encurtar a história eu sempre digo que é obrigatório por lei e ponto!

Bom senso sempre!