Foto:VisualHunt

Caros amigos de #eventos sem ser leviano percebo algumas tendências ou possibilidades para a sequência do mercado.
É uma pequena amostragem pois falo apenas pelos meus Jobs e clientes e começamos a entender melhor o que poderemos fazer quando a crise terminar.
Tomando como exemplo um Job que aconteceria em junho composto por Plenárias, Expo e jantar de premiação. A data foi postergada e o evento dividido em duas partes: Jantar de premiação num dia e Congresso em outra data.
Outros dois eventos mudaram para a mesma data, encavalou como eu havia previsto e dois outros foram “jogados” para o final do ano.
Hoje eu posso comparar o mercado de eventos com o game Tetris. Para quem não sabe “O jogo consiste em empilhar tetraminós que descem a tela de forma que completem linhas horizontais. Quando uma linha se forma, ela se desintegra, as camadas superiores descem, e o jogador ganha pontos. Quando a pilha de peças chega ao topo da tela, a partida se encerra”.
Eu nunca passei por algo semelhante ao que acontece hoje, ninguém passou, mas aprendi ao longo de 29 anos de carreira que ele se acomodará.
Cedo ou tarde!
Já recebo também pedidos para renegociação de valores dos projetos, parcelamentos, permutas etc.
Acredito que a palavra mais usual do mercado daqui por diante é: Negociação.
#production