Caros amigos de #eventosassisti um evento híbrido e não chega a ser uma novidade.

 

Em 2005, para a recém inaugurada agência TUDO fui contratado para produzir o lançamento do Vivo play 3G, eram eventos simultâneos, com início no mesmo instante e que se falavam o tempo todo um desafio tecnológico para a época.

 

Eu cuidei da produção no Copacabana Palace, outros produtores em São Paulo e outras capitais e o evento foi conduzido de pelo mago Nizan Guanaes.

 

Havia outras salas com convidados espalhadas pelo país, cada sala com seus convidados e seus Hosts, o timing e o roteiro cronometrado foram seguidos à risca deram agilidade ao Job.

 

A direção de todos os eventos foi da excelente Claudia Modesto, escrevo este post não para confrontar ou diminuir qualquer ação que esteja acontecendo nesta fase crítica da humanidade, trata-se sim de colocar os fatos na ordem correta na história.

 

Eventos híbridos já existiam e acontecerão com maior frequência, é uma solução que ainda assim depende de uma pequena aglomeração mais controlada.

 

Como tão cedo não poderemos reunir toda a força de vendas na mesma plenária a solução é “dividir para conquistar” ou “Petit Comité” termo de origem francesa e significa algo como “pequeno grupo”.

 

Interessante sim, foi lembrar do slogan do evento da Vivo, bem em linha com os dias de hoje.

“O novo mundo é play”.