Caros amigos de #eventos. Não tão longe no tempo, numa galáxia não tão distante, afinal foi na Berrini escutei uma pérola de um cliente.

Posso cortar o Produtor? – Pode claro eu respondi, então vou me retirar e fui me levantando.
– Afinal o que mais eu poderia fazer aqui já que você está me tirando do job. O atendimento me olhou assustada e bradou! NÃO! Senta!
Ela começou a descrever o que faz o Produtor, ele é a pessoa que elaborou a planilha de custos, a mecânica de montagem, o alinhamento com todos os fornecedores, a visita técnica ao local do evento que, aliás, o cliente que é de outro estado nem imagina onde fica.
Então posso cortar o gerador?
– Me deixa contar uma história curta, em 2005 produzimos uma coletiva de imprensa para a BMW na antiga Daslú da Vila Nova Conceição, a cliente cortou o gerador por achar desnecessário.
Afinal o evento era ao meio dia e nunca havia faltado luz no local em 10 anos que ela estava lá, pois bem!
As 11:00 caiu uma tempestade na região e adivinhe? Acabou a luz!
Pela primeira vez em 10 anos, quem diria? O produtor que você queria cortar teve que ligar para o saudoso Kioshi e ele teve apenas uma hora para vir da ZN ligar o gerador e salvar o evento, imagine só a imprensa toda esperando e olhando para a cliente, enquanto ele não chegava.
Não falamos mais em corte na planilha!