Caros amigos de eventos, se eu pudesse definir como anda a nossa área, hoje eu diria que vai a passos de cágado, devagar quase parando. Mas está andando.

Eu saí de uma reunião agora, e diante de tantas perguntas e indefinições resolvi caminhar pela Paulista pensando no presente já que o futuro também se apresenta á passos de cágado.

É preciso planejar minuciosamente a segurança e a condução.

Alguns clientes “precisam” dos eventos presenciais, são premiações, congressos, campanhas de incentivo que dependem da presença dos ganhadores e a transmissão online para os colaboradores será um “plus”.

Estes clientes já vislumbram a possibilidade de ter seus ganhadores ao vivo, afinal receber um troféu em mãos pela meta atingida é algo memorável, e dividir isso com segurança às equipes e colegas de trabalho pela internet será inesquecível e qualifica a audiência da força de trabalho.

E não se trata “apenas” de transmitir ao vivo, é preciso uma boa direção artística e técnica, vinhetas para transições, um roteiro muito bem elaborado e ensaio, muito ensaio! Entre outras coisas.

Nem preciso falar do condutor do evento, que deve ter muita presença de palco e jogo de cintura, afinal mais que tocar o evento físico é preciso manter a atenção de quem está em casa.

São dois eventos em um, pense nisso!