Caros amigos de #eventos, o momento atual é para muita cautela, durante anos fui produtor executivo e Head de produção, numa época onde os Jobs e “amigos” eram fartos.

Ao decidir ser freelancer, milhares de contatos do Face se calaram, fui tratado como se eu tivesse me retirado do mercado, não respondiam aos meus posts e as oportunidades que sempre falávamos quando eu era contratante nunca se concretizaram.

Assim aprendi a minha primeira lição como freela, era preciso reconstruir a minha marca. Foi quando resolvi criar outra “persona” desconstruir o Diretor de produção e emergir o empreendedor e escritor.

Mais á vontade e sempre disposto a conversar com novatos, feras deste e de outros mercados, trocar impressões e contribuir de alguma maneira, minha porta está sempre aberta!

Eu decidi investir meu tempo em mídia profissional e não social, mais precisamente no In. Deu tanto resultado que alguns contatos do Face, se conectaram a mim aqui, como se nada tivesse acontecido e segue o baile.

Lembro uma frase do Tropa de elite: “Eu quero te ajudar, eu vou te ajudar, mas quem quer rir tem que fazer rir”.

Já ensinei muitos produtores a pescar, porém existem os que querem “apenas” o peixe, a sua experiência, os seus anos de aprendizado.

Não me peça de graça a única coisa que eu tenho para vender!